Dados colocam Brasília em segundo lugar no ranking de terminais com melhor desempenho.

Nos oito primeiros meses deste ano, o número de passageiros internacionais com destino a Brasília teve um aumento de 41%, passando de 154,2 mil em 2018 para 217,9 mil em 2019, de acordo com dados da Agência Nacional de Aviação Civil. Esse resultado coloca a capital federal em segundo lugar no ranking de terminais que tiveram os melhores desempenhos quanto a chegadas do exterior.

Em primeiro lugar está Fortaleza, que teve um crescimento de 74% no número de visitantes. A capital do Ceará passou de 104,3 mil visitantes em 2018, para 181,5 mil. O terceiro lugar desse ranking cabe a Salvador, cujo número de visitantes aumentou 5,2%, sendo que o número de visitantes subiu de 148,5 mil para 156,1 mil.

A secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, comemora os resultados e prevê novas altas ainda neste ano. “Com o início dos novos voos de Santiago, Lima, e Assunção, Brasília receberá mais passageiros. E a nossa expectativa é de que até dezembro sejam anunciadas mais outras rotas”, adiantou a Secretária. Vanessa também credita parte do aumento de visitantes ao Distrito Federal às políticas de promoção ao turismo, como a isenção de vistos aos Estados Unidos, Japão, Austrália e Canadá.

A Inframérica, empresa que administra o terminal brasiliense desde 2012, atribuiu o aumento no movimento de passageiros aos investimentos realizados pela concessionária. “Estamos trabalhando para atrair novos voos e tornar o aeroporto de Brasília uma opção internacional fora do eixo aeroviário que está concentrado na região Sudeste”, disse Rogério Coimbra, diretor de assuntos corporativos da Inframérica.

Coimbra ainda defende que o aumento de voos internacionais também é fruto de uma política acertada de incentivo fiscal para o mercado de aviação civil no DF. “As companhias aéreas brasileiras que operarem mais voos internacionais no aeroporto de Brasília tem maior desconto no ICMS que incide sobre o querosene em seus voos nacionais. O benefício é componente fundamental na estratégia de atração de novas rotas. Com esta política fiscal, o DF poderá ser mais atrativo para o investimento das empresas”, avaliou o representante da Inframérica.

DF ganha posição em fórum de turismo

Brasília ganhou uma posição de destaque no Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais do Turismo (Fornatur). Durante a 99ª reunião ordinária do colegiado, a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, foi escolhida para representar o Centro-Oeste no grupo que é responsável por discutir políticas públicas de fomento ao Turismo.

Vanessa Mendonça defendeu que o Fórum seja mais atuante e que elabore um plano de ação, para que, juntos, os estados possam contribuir com o impulsionamento do Turismo em todo o Brasil.

Ela lembrou esse é um importante colegiado que pode influenciar decisões dos poderes Executivo e Legislativo. “Brasília poderá ter uma voz mais ativa e, com isso, trabalhar para que todo o Centro-Oeste seja beneficiado e mostrar que o coração do Brasil tem opções turísticas únicas e que são desejadas por turistas do mundo inteiro”, destacou.

Na mesma reunião, também foram escolhidos o novo presidente do Fornatur, o secretário de Turismo de Mato Grosso do Sul, Bruno Wendling; e o vice-presidente, o secretário de Turismo do Rio de Janeiro, Otávio Leite. O mandato é pelo período de dois anos. A posse dos novos dirigentes irá ocorrer durante o Festival de Turismo de Gramado (Festuris), em novembro.
O encontro aconteceu em São Paulo um dia antes da abertura da Abav Expo. Além da eleição dos novos dirigentes, os cerca de 25 participantes da reunião do Fornatur assistiram a apresentações de eventos do setor e um painel do BNDES sobre modalidades de investimento.

Vôos internacionais cresceram 42%