US$ 3,7 trilhões no mundo, US$ 39 bilhões no Brasil: tecnologia move investimentos e gera economia.

A tecnologia é um dos principais alicerces do crescimento de negócios das mais diversas áreas. O dado é do Gartner, em estudo que aponta que a adoção de tecnologias que agreguem agilidade e inteligência às operações deverá crescer em ritmo acelerado até 2020. Só em 2018, tais investimentos movimentarão US$ 3,7 trilhões, 4,5% a mais do que em 2017.

Ainda segundo a consultoria global, nos próximos dois anos, a expansão dos negócios será prioridade na estratégia de 58% dos CEO, e, para tanto, a Transformação Digital terá de passar pelo alinhamento da tecnologia às estratégias e pelo estudo das melhores formas de aderir aos recursos de automação, digitalização e demais facilidades da TI, sem onerar os orçamentos. Muito antes, ao contrário: a meta é gerar economia.

Especialistas brasileiros analisam as tendências com os olhos voltados a um mercado que representava, já em 2016, 2,1% do PIB brasileiro e 1,9% do total de investimentos corporativos no país, movimentando um total de US$ 39,6 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) e International Data Corporation (IDC).

Já no ranking de investimentos em tecnologia na América Latina, o país está em 1º lugar, com mais de 36,5% dos investimentos (foram US$ 38,5 bilhões há 2 anos, cifra que aumentou muito de lá para cá, embora o consolidado de 2017 ainda não tenha sido fechado pela ABES).

US$ 3,7 trilhões no mundo, US$ 39 bilhões no Brasil: tecnologia move investimentos e gera economia